Cartogram Mapbox

Na semana passada (ou retrasada) o Mapbox lançou um novo aplicativo interessante: o Cartogram. Ele a princípio, mais parece um brinquedo do que uma ferramenta na realidade e seu propósito é bem simples:

O usuário (você), faz o upload de uma imagem no aplicativo Cartogram e o mesmo calcula e monta um mapa usando as cores das imagens, automaticamente.

Além disso, você pode escolher alguns pontos na imagem original, para selecionar como input para as cores do mapa.

Veja alguns exemplos que gerei:

Meu cachorro

Este exemplo foi gerado com um imagem feita pelo Prisma do meu cachorro.

POTD Nasa

O segundo exemplo foi gerado com a “Imagem do Dia” da NASA (disponível aqui).

Apesar de ser um aplicativo simples, é bastante útil, principamente se você já usa o Mapbox. Quando você está logado, ele permite que você salve o estilo diretamnte na sua biblioteca de estilos na conta principal, podendo ser utilizado em outros mapas.

10 anos de OpenStreetMaps

Olá pessoal,

O OpenStreetMaps é uma excelente plataforma com dados abertos (licença específica da fundação do OSM) que cobre, literalmente o planeta todo.

Preparando para o aniversário de 10 anos do OSM (já passou, Agosto de 2014) o MapBox fez um mapa muito legal mostrando a evolução da digitalização dos dados e importações.

Algumas coisas interessantes:

  • No Brasil o grosso das informações surgiu após 2008;
  • Estados Unidos foram mapeados muito rapidamente, principalmente pela existência do dataset TIGER – uma base gratuita de ruas;
  • Os mapas nunca param de evoluir. Se vocês prestarem atenção, mesmo depois de um grande número de vias estarem digitalizados, mudanças e refinamentos sempre estão rolando.

Deêm uma conferida no mapa aqui

Abraços!

Atlas do Mundo sem nuvens

Como sempre o pessoal da Mapbox inovou. Eles criaram um algoritmo de processamento digital de imagens que permitiram aos mesmos analisarem milhares de imagens Landsat de vários anos, trocando pixels que continham nuvens, por pixels que não continham nuvens.

O resultado é assombroso. Eles já processaram imagens do mundo todo até o nível 12, e querem expandir isto até níveis de zoom mais detalhados.

Este e este são exemplos de como as imagens ficam belas.

No segundo exemplo, temos a cidade do Rio de Janeiro.

Como sempre o pessoal da Mapbox inovou. Eles criaram um algoritmo de processamento digital de imagens que permitiram aos mesmos analisarem milhares de imagens Landsat de vários anos, trocando pixels que continham nuvens, por pixels que não continham nuvens. O resultado é assombroso. Eles já processaram imagens do mundo todo até o nível 12, e